A Natureza do "Ser Humano"

natue, natureza, humano, cativa

Hoje eu vi o sol se por; vi sua luz se desfazendo aos poucos dando vez ao escuro do anoitecer que logo tratou de iluminar seu céu com as estrelas e a lua. Percebi o quanto de nós há na natureza, ou melhor, o quanto da natureza há em nós.

Cada um possui seu sol e sua lua, seu dia e sua noite; muitos se deixam levar pelo calor, pelo ar quente da mente e se descontrolam com facilidade, outros sentem o mesmo calor, mas buscam um vento suave, uma cachoeira, um mar para se refrescar e não deixar o ar quente lhes conduzir sem razão.

Muitos possuem em si a noite, mas trazem a luz da lua e se abrilhantam com suas estrelas para não deixar a escuridão assumir o controle, e outros se perdem na noite, por entre arbustos e cavernas que não lhes permite ver a luz da lua e o brilho das estrelas.

Percebi que, o mal que causamos a natureza, causamos esse mesmo mal, também, em nós. Às vezes dizemos “agir feito animais”, mas estamos longe de ser como os animais, pois eles vivem na natureza, respeitam a natureza, pois sabem que ali está seu lar e o seu próprio ser.


Diferentes de nós “seres humanos”, os animais têm consciência de que, destruindo a natureza estarão destruindo a eles próprios, pois a natureza nada mais é do que, o espírito que vive em nós.

Henrique Neves (Andarilho)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar