Vou fazer de conta...

vou fazer de conta

Vou fazer de conta que o mundo é perfeito.
Que ainda tem jeito e tem solução,
Vou fazer de conta que existe respeito,
Que o amor é estreito e compadece o perdão.

Ontem observei minha filha, me encantei com o seu modo de brincar, com a forma em que cria seu mundo de faz de conta. Tudo tão perfeito, tão lindo, tão inocente. Ontem ela me escreveu uma mensagem de amor, um papel com um monte de rabiscos, mas, com sentimento verdadeiro; com o mais puro dos sentimentos. Não da pra esquecer suas palavras "papai escrevi uma mensagem pra você, é uma cartinha de amor" não deu para conter a emoção, acabei enxergando naqueles rabiscos palavras de amor e afeto.

Um mundo de faz de conta, um mundo de brincadeiras e perfeição.Um mundo onde a maldade não existe, onde não há decepções e as amizades são verdadeiras, onde os amigos não são esquecidos. Um mundo onde não há julgamento, onde pai é realmente pai, e mãe é realmente mãe, porque o amor é infinito. O mundo no olhar de uma criança.

Vou fazer de conta que o mundo é perfeito.
Que ainda tem jeito e tem solução,
Vou fazer de conta que existe respeito,
Que o amor é estreito e compadece o perdão.

Henrique Neves.

Imagens: Google Imagens.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar