Nunca pensei em te amar, mas Te Amo!

amor e poesia

Meus olhos se abrem e vêm um ponto de lágrima; a lágrima que corre na face de um sorriso triste. As lembranças não confortam, pois são lembranças de promessas não cumpridas. A minha frente um lindo rosto marcado pela desilusão. Um coração que se entregou abertamente sem pensar. A inocência que se evadiu ao se entregar as promessas de amor.

Estou ausente, mas, presente em sentimento.
Atento as promessas que lhe fiz.
Nunca quis lhe ver infeliz.
Perdão por meu comportamento.

Vejo o mar sereno.
Os pássaros fazendo voltas com vento.
Vejo-me em seus sonhos; Em suas lembranças
Diante ao amor que lhe prometi.
Não! – Não fugi de você, fugi de mim.
Nunca me vi, assim, amando realmente alguém.
Nunca fui além de meus interesses pessoais.
Nunca passei de encontros casuais.
Nunca quis nada, a mais.

Me vi com medo de um amor que nunca senti.
Você fez com que me perdesse em minhas intenções.
Uma paixão assim nunca vivi.
Caí em contradição em minhas razões.

Mas, agora quero enxugar esse ponto de lágrima,
Apagar a magoa e seguir com minha promessa.
Quero fazer este sorriso triste o mais feliz do mundo.
Quero me entregar sem pensar a você.
Trazer de volta sua inocência, tornar real sua ilusão.
 De viver um verdadeiro amor.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar