Sentimento


poesia sobre sentimento

Ao canto de encanto, que de amor é tanto.
Puro e inocente,
Como a criança que derrama o pranto.
Seja de Medo, pirraça, alegria ou espanto.
Na despedida em ilusão perdida,
Dos sonhos que se foram.
Com o Susto dos Balões que ao acordar estouram.

Fazendo Crescer a Vida a um,
Mas sempre imaginou-se ser a dois;
Deixando o que poderia se concretizar neste lindo momento,
Para depois.

Observou-se os espinho da Rosa,
Esquecendo a beleza da flor,
Que no vento voa linda e formosa,
Afim de atingir um coração com amor.


Henrique Neves

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar