Olhar Para Trás

Olhar para trás




















Um dia, decidi seguir em frente, determinei-me a seguir sem olhar para trás apagando as lembranças de atos e pessoas que me prejudicaram e que fizeram com que meu coração absorvesse amargura intensa. Decidi apagar de vez da memória, palavras que fizeram com que eu decaísse e deixasse de lado o que havia de melhor em mim. Decidi não olhar mais para trás, porém, sem perceber, ao tomar essa decisão não compreendi que, quando se decidi apagar o passado deixamos de lado as lições da vida.

Um dia decidi não olhar para trás e isso fez, também, com que eu deixasse de lado as coisas preciosas que passaram por minha vida; as lições de afeto e bondade daqueles que me amparam em momentos de angustia. Ao decidir não olhar para trás, acabei esquecendo o quanto consegui me aproximar de Deus, e não olhando para trás, acabei esquecendo o caminho que me levou a sua presença.

Uma vez me disseram "olhe pra trás, veja o que você era e o que você é agora" mas, ao olhar vi na minha ignorância apenas as coisas que queria ver, lembrei-me somente das coisas ruins que passei e questionei tal conselho. Ignorante de mim, eis de dizer, pois, ao olhar para trás tinha sim quer ver as coisas que fizeram com que, eu me colocasse na escuridão e me esvaísse em raiva, mas, também, tinha que enxergar as coisas as quais Deus pôs em meu caminho para me ensinar, transformando-me em alguém melhor; alguém que aprendeu com as pancadas a se reerguer e se fortificar; alguém que contemplava diariamente as orações e fazia da iluminação espiritual, sua principal fonte de existência; alguém que criou um elo com Deus e não deixava sentimentos impuros lhe dominar.

Antes, eu não tinha nada; hoje, Deus me concedeu uma família, amigos, respeito moral e uma vida com dignidade, mas como tendência do ser humano, isso não foi reconhecido e esquecido diante das reclamações constantes.

Hora de tirar essa venda dos olhos e olhar novamente para trás. Hora de olhar e ver o quanto Deus trabalhou em minha vida e o quanto de importância ele me deu, pois, se não ligasse para mim eu não seria o que sou e não teria o que tenho hoje. Pessoas que sempre me demonstraram carinho, amor e afeto, pessoas que foram pais, que foram irmãos e que por ignorância e egoísmo acabei esquecendo. Todos nós somos chatos às vezes, todos nós temos nossos momentos de arrogância, e da mesma forma que nos irritamos com atitudes de algumas pessoas, também, há pessoas que não compadecem de nossas atitudes.

Não devemos parar de olhar para trás, pois, se isso acontecer acabaremos tendo as mesmas atitudes daquelas pessoas que nos magoaram, que trouxeram sofrimento para nossas vidas, com atitudes e palavras. Não devemos deixar de olhar para trás, pois devemos aprender com estes erros a não cometê-los. Temos simplesmente que deixar de lado pessoas que tentam nos fazer ficar iguais a elas consumindo-nos com sentimentos que não provem de Deus.

Não deixe de olhar para trás, não se esqueça de pessoas que lhe estenderam a mão nos piores momentos de sua vida, por mais que você discorde de alguma coisa. Ninguém é perfeito, aquilo que lhe desagrada nas pessoas pode ser o mesmo que torna você uma pessoa desagradável.

Os melhores momentos de nossas vidas são aqueles os quais temos a oportunidade de aprender, e a melhor forma de aprender é olhar para trás, ver o que ficou sorrir e seguir em frente.


Henrique Neves.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar