Nossa Senhora de Aparecida





Nossa Senhora Aparecida


Por muito tempo percorri um enorme caminho,
Me perdi no mundo;
Aprendi a caminhar sozinho.
Fugi do ninho sem saber voar.
Andei, andei sem nada a encontrar.

Descalço no chão de pedra, sol e fome.
Sem água sem nada e até sem nome.

Feridas doendo, nenhum médico encontrei.
Sozinho no mundo, andei, andei.

Andei por vales, montes e serra.
Um mar de areia, sapato de terra.

Sem sombra, sem água nenhuma paisagem,
Nenhum andarilho só de passagem.
Tudo que vejo é só miragem.
Meu tempo passou hora da viagem.

Não! – Não, ouvi uma voz.
Linda Senhora quem sois vós?
Disse-me - Não pare! Siga enfrente;
Segure minha mão serei tua corrente.

Acreditar ou não? – Sei lá! – tanto faz.
Mesmo assim fui coberto com o manto da paz.

Que luz florescente me fez renascer.
Ergueu-me a mão me ensinou a viver

Deu-me a alegria que nunca encontrei.
Ao segurar tua mão chorei, chorei.

Meu mundo se refez num mar de aventura.
Redescobri o amor na doce ternura.
Senhora bendita tu és meu caminho.
Minha fé é o monte, teu manto meu ninho.

Senhora de amor que a muitos conduz.
Fonte de fé, de sonho e de luz.
Senhora que a muitos resgata a vida.
Nossa Senhora de Aparecida.

Comentários

  1. Nossa! Emocione-me com esses versos.
    Lindo demais!
    Magnífica homenagem à Nossa Senhora de Aparecida.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Vera,
      Nada mais justo do que homenagear à quem nos conforta e nos ampara em momentos difíceis. Abraço.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar