Quem sabe


Quem Sabe








Quem sabe...

O amor se torna veraneio com o passar do tempo.
Já não se vive mais aquele momento a dois,
O depois se tornou palavra fácil.
Mas, quem sabe...

Quem sabe...

O amor é força cintilante,
É constante o brilho no olhar,
Esperar?  - Não! Não perca tempo.

Quem sabe...
Quem sabe um dia a dois,
Quem sabe esqueça-se o depois,
Pois por amor se vive o agora.
Pra que deixar ir embora quem se ama?

Quem sabe...
Quem sabe vivamos um amor eterno
Sem que o tempo o desfaça por estupidez.
Um amor verdadeiro amor só se vê uma vez,
O que vemos são diversas paixões.

Quem sabe...
Quem sabe o coração se perdoa.
Para quem sabe viver, a vida é boa.
Desilusões fazem parte da vida,
Mas o amor cura a ferida e faz sumir a cicatriz,
Ame para ser amada.
Se perca no tempo e seja feliz.

Comentários

  1. Ola Henrique...lindas palavras...

    Penso que o tempo se torna ladrão quando permitimos que ele nos roube a intimidade , os sentimentos verdadeiro, acredito que quanto mais nos conhecemos mais precisamos ser renovados...o amor tende a crescer com o tempo e nos fazer perder nele em sentimentos ..É ai que se encontra a felicidade a dois...

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Cecilia. As vezes permitimos que o tempo nos faça cair no cotidiano. O amor precisa ser valorizado e renovado a cada dia, e a cada dia devemos viver um momento a dois.

      Obrigado pela palavras.

      Um forte abraço!

      Excluir
  2. Quem sabe não é Henrique,

    Duas palavras que juntas geram uma dúvida, uma vontade de fazer e não fazer.
    Mas o certo é amar, sem medo sem previsão, se entregar a algo verdadeiro e se permitir que seja eterno, mesmo que a vida leve de você os sentimentos e as pessoas que permaneça sempre com esse amor.

    Lindo poema, um abraço, tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado Clarice.

      Seja bem vinda! - Fico feliz em ter conquistado mais uma amizade nesse mundo fantástico que é a blogosfera.

      Verdade Cla, as vezes nos vemos em dúvida sobre o que realmente queremos, seja por medo, timidez ou falta de confiança, mas temos que nos dar a oportunidade e vivenciar o momento. Pode ser que não seja duradouro, mas temos que aproveitar e saber valorizar o tempo ao lado que quem amamos.

      Um forte abraço e uma ótima semana para você também.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar