O Professor da Vida, Deus!


mensagens de reflexão
Implorei a Deus por amor – Ele me deu uma filha.
Implorei a Deus por paz – Ele me deu a liberdade.
Chorei a Deus pelas calunias a meu respeito – Toda a verdade apareceu.
Pedi a Deus para me passar seus ensinamentos – Ele me mostrou o que é dificuldade.
Pedi a Deus para fazer de mim um homem – ele me fez chorar.
Pedi a Deus para seguir o seu caminho – Perdi valiosos bens materiais.

Perguntei a Deus se para segui-lo seria necessário ficar sem nada – Ele me disse que não, mas que é necessário perdemos tudo para aprender a dar valor as nossas conquistas e entender que a única coisa que não podemos deixar se perder é a nossa dignidade, a nossa integridade. Que é necessário ficarmos sem nada para descobrir quem são nossos verdadeiros amigos e quem realmente nos ama.

Uma vez passei por um pequeno caminho no interior. Avistei um casebre e me aproximei para pedir um copo de agua. No começo fiquei com receio, afinal tratava-se de uma casinha muito simples e pobre, e feito à maioria menosprezei e fiz um julgamento precipitado devido à aparência externa daquele casebre. Pensei em não pedir nada apesar da minha sede. Imaginei que seria uma casa imunda, sem nenhuma higiene. Ainda bem! – quebrei a cara. Uma casinha tão simples, mas de uma higiene que só. Um chão de barro socado, mas totalmente limpo e bem arrumado, muito mais do que muitas casas grandes e de pessoas soberbas, com nariz em pé que gostam de menosprezar os outros. Que lição obtive; uma senhora e um senhor, ambos com seus cabelos brancos me receberam como se me conhecem há muito tempo. Ofereceram-me um café com bolo de fubá. Minhas lágrimas desceram, pedi perdão por ter julgado o livro pela capa. Eles me disseram que quem perdoa é Deus e que eu não me preocupasse com isso, mas que ficariam muito chateados se eu recusasse o café com bolo.

Perguntei se eles eram felizes vivendo ali naquela casinha tão simples. Eles me responderam que sempre foram felizes, pois Deus sempre lhes proporcionou tudo de mais importante em suas vidas que é o companheirismo, a paz e o amor.

As dificuldades da vida nos faz crescer e nos ensina a ser nobres de coração. As batalhas da vida são necessárias para nos fazer descobrir quem realmente somos e do que somos capazes. Hoje lutamos para que nossos filhos não precisem lutar, mas não vamos com isso deixar de ensina-los que para se ter algo é preciso conquistar e que para conquistar a dignidade é preciso passar pelas lições da vida. E acima de tudo, acreditar em Deus.


Atenção! - todos os artigos aqui postados são protegidos por direitos autorais. Você pode copiar desde que sejam dados os créditos ao autor e ao blog/site.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar