Ainda tenho esperança


nascer do sol











Fui feito de lágrimas, hoje de sorriso.
Já fui inimigo, hoje amigo.
Já falei demais, hoje fico em silêncio.
Por dentro meu coração explode de alegria
Faço do mundo real a fantasia de uma criança,
Vou pintar meu mundo de verde
Para mostrar que ainda tenho esperança.

Canta esperança! – Voa e pousa no jardim do coração.
Transforme em sim o não dito ao amor.
Regue a flor com gotas de mel,
Que se arrependa o infiel a Deus.

Eu acredito, ainda tenho esperança!
Dança na chuva pequeno menino,
Mas cuidado para não se resfriar
No teu sorriso vejo a bonança,
A tua alegria é que ensina a amar.

Vai esperança! – Apaga o cinza das nuvens
Faz brotar a flor no meio do nada,
Pois quando encerrar a alvorada verei o sol surgir.


Atenção! - todos os artigos aqui postados são protegidos por direitos autorais. Você pode copiar desde que sejam dados os créditos ao autor e ao blog/site.


Categoria: Poesias

Comentários

  1. Olá Henrique....

    Quanta lucidez de sentimentos há em seu poema, e acredito que a esperança é a chave que abre portas para nossas maiores realizações. é ela que alimenta nossa alma, faz prevalecer o amor e no fortalece dia após dia a conquistar, vencer e recomeçar....

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Cecilia!

      Como sempre você faz uso de belas palavras e isso me inspira cada vez mais. Dizem que enquanto houver esperança a chama permanecerá acesa, por isso não devemos perder nossa esperança para não ficarmos na escuridão.

      Um forte abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar