Você sabia que pode ter mau hálito e não ser dar conta disso?

mau-halito


Provavelmente, em algum momento de sua vida, você já conversou com alguém que tem mau hálito e ficou constrangido, com receio de falar com a pessoa sobre isso, mas, você sabia que cerca de 50 milhões de pessoas sofrem com esse problema.

Der acordo com a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), aproximadamente 30% da população brasileira sofre desse mal. A halitose não é uma doença, mas pode denunciar a ocorrência de alguma patologia ou problema de saúde. Entretanto, pode também sinalizar alguma alteração fisiológica. Informa a ABHA.

Após algumas pesquisas realizadas descobri através do site: http://www.mauhalito.com.br, que há mais de 60 possíveis causas de halitose, e é na boca onde se encontra uma maior predominância em relação a isso, e por incrível que pareça, a principal causadora de mau hálito é nossa língua (Saburra Lingual)

Estudos mostram que o mau hálito de origem bucal tem cerca de 90% a 95% dos casos, e de origem extra-bucal tem cerca de 5% a 10%.

Abaixo segue uma lista dos principais causadores de mau hálito (Halitose)

A )  Halitose por origem bucal:
1.     por hipo-função de glândulas salivares (hiposalivação, aumento de viscosidade) 
2.     por peças protéticas odontológicas porosas, mal adaptadas ou defeituosas 
3.     por alterações morfológicas da língua (fatores predisponentes à saburra lingual)
4.     por língua saburrosa (saburra lingual)
5.     por higiene bucal deficiente 
6.     por doença periodontal (gengivite e periodontite)
7.     por cárie dentária 
8.     por cicatrização de feridas cirúrgicas 
9.     por neoplasia 
10.    por estomatite 
11.    por cisto dentígero 
12.    por miíase
B) Halitose com origem nas vias aéreas superiores:

13.     por amigdalite caseosa
14.     por faringite 
15.     por rinossinusite
16.     por patologia das adenóides 
17.     por rinite atrófica fétida (ozena)
18.     por alteração respiratória nasal (respiração bucal por ronco, desvio de septo, etc.)
19.     por presença de corpos estranhos 
20.    Cisto de Tornwald
C)  Halitose por origem sistêmica:

21.     fisiológica (da manhã) 
22.     da fome e do regime (hipoglicemia)
23.     por desidratação 
24.     por stress psicológico excessivo
25.     por ingestão de alimentos odoríferos 
26.     por tabagismo 
27.     por medicamentos com compostos aromáticos
28.     por absorção de substâncias pela pele ou mucosas 
29.     por hipoglicemia 
30.     por diverticulose esofágica (divertículo de Zenker) - ocorre na junção da faringe ao esôfago 
31.     por alterações intestinais 
32.     por alterações hepáticas 
33.     por alterações pulmonares 
34.     por alterações renais 
35.     por alterações no sistema digestivo 
36.     por diabetes não compensado
37.     por estados febris 
38.     por febre reumática 
39.     por distúrbios neuro-psíquicos 
40.     por reticuloendotelioses não lipídicas 
41.     por escorbuto 
42.     por Trimetilaminúria

D)  Halitose por origem sistêmica em doenças raras:

43.     por magroglobulinemia 
44.     por herpes simples 
45.     por hemofilia 
46.     por doença de Von Willebrand 
47.     por crioglobulinemia 
48.     por anemia aplástica 
49.     por policitemia vera 
50.     por agrunolocitose 
51.     por leucemia 
52.     por Mononucleose 
53.     por púrpura trombocitopénica 
54.     por trombocitemia 
55.     por sífilis 
56.     por doença exantemática 
57.     por hemorragia interna 
58.     por Granuloma eosinofílico 
59.     por doença de Letterer-Siwe 
60.     por doença de Hand-Schüller-Christian 
61.     por granulomatose de wegner 
62.     por Noma oro-facial
Há meios de se prevenir do mau hálito (Halitose).
Prevenção:
Cuidados simples podem evitar o aparecimento do de halitose:
- Coma a cada três horas porque jejum prolongado compromete o hálito. Também evite alimentos que ressequem a boca como os muito salgados ou condimentados.
- Evite fumo e álcool em excesso, que também geram a halitose.
- Ingira bastante líquidos, de preferência água, em média dois litros por dia.
- Visite o dentista semestralmente, se prevenindo de outras doenças bucais.
- Faça higienização corretamente, incluindo a limpeza da língua. Segure a língua com gaze ou toalha para evitar náusea. Se utilizar raspador, faça movimentos leves e prefira os aparelhos sem barbatana.
A Associação Brasileira de Halitose informa que não há nenhum medicamento especifico que possa curar a halitose, principalmente e-books que são comercializados na internet.
Mau hálito não tem remédio, e sim um tratamento que quando levado a sério e bem conduzido por um profissional qualificado nessa área, pode solucionar o problema (ABHA)
Então não se enganem, não caiam nessas propagandas de curas milagrosas, se você possui esse problema procure um profissional qualificado que realmente possa lhe ajudar.
Acesse o site da ABHA e procure se informar melhor sobre isso, eles promovem diversas palestras para orientar a população sobre esse problema que atinge a milhões de Brasileiros.
Até a Próxima

Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar