Se não fosse um sorriso...


Sorriso
Se não fosse um sorriso o que seria de mim? – talvez eu não existisse, talvez eu não valorizasse o amor como valorizo, talvez eu fosse reprimido em meus sentimentos, talvez eu desse asas ao lamento de minhas decepções, talvez meu coração seria amargurado, ou quem sabe seria um escravo do rancor.

Se não fosse um sorriso, acho que seria o mestre da infelicidade, talvez tivesse me entregado a maldade que me cerca, talvez não me omitisse da verdade, em alguns momentos, sem me preocupar em magoar as pessoas.

Um sorriso milagroso desenhado por anjos. Um sorriso nascente da pureza, letra da beleza divina que me desatina em minhas emoções, que faz eu me tornar criança, que me enche de esperança e não me deixa desistir.

Um sorriso! – sorriso que faz com que eu busque sempre o melhor, por pior que seja a situação. Um sorriso que me faz driblar os obstáculos da vida, que me torna gigante, que faz com que eu me transforme num leão para lhe defender e manter esse sorriso.

Não há presente maior, não há riqueza maior. Nada supera a inocência de uma criança, principalmente quando essa inocência vem fazer parte de nossas vidas, vem para mudar tudo em nossas vidas. Nos dá forças, nos faz superar, nos faz fazer coisas que jamais pensaríamos ser capazes de fazer.

Agradeço a Deus pelo maior presente de minha vida. Agradeço por ter a oportunidade de apreciar, de me encantar de aprender com o sorriso de minha filha.


Atenção! - todos os artigos aqui postados são protegidos por direitos autorais. Você pode copiar desde que sejam dados os créditos ao autor e ao blog/site.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar