Não cante por cantar


CantarNão cante por cantar. Cante para reavivar a esperança, cante para mostrar a criança que ainda há em você. Cante pelo amor de seus pais, cante pela amizade, cante para mostrar a alegria plena, cante para se emocionar, para mostrar ao mundo que você é capaz.

Não cante por cantar. Cante para mostrar a verdade, cante por sinceridade, cante para afastar a maldade que sempre nos rodeia. Não somos insanos, mas, nem tão sensatos, somos feitos de fraqueza, mas é da fraqueza que encontramos forças para lutar, lutar por um bem melhor, lutar por uma vida digna, mesmo lidando com as adversidades, lidando com conflitos emocionais, que querendo ou não nos deparamos a cada dia.

Não cante por cantar. Cante para que o coração se encha de alegria, para afastar a agonia, para afastar os males carnais, os males materiais os quais fazem muitos de nós nos submeter à ignorância, a arrogância adquirida pelo poder.

Não cante por cantar. Cante para mostrar sua dignidade, cante para mostrar a supremacia divina a qual muitos desconhecem por puro desinteresse.

Não cante por cantar. Não cante para mostrar que é superior, não cante para mostrar que é conhecedor de belas palavras, pois não valerão de nada diante da vaidade. O Alter ego destrói, corrói o que poderia ser de um valor inestimável.

Não cante por cantar. Cante para sentir-se bem, cante para ir além, cante para emocionar, cante por amor.


Atenção! - todos os artigos aqui postados são protegidos por direitos autorais. Você pode copiar desde que sejam dados os créditos ao autor e ao blog/site.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Onde encontrar forças para continuar