Pular para o conteúdo principal

Não da para viver com 19 mil por mês





Bom isso foi o que disse o senador Cyro Miranda do PSDB.


Dá pra acreditar nisso? – se um senador “passa dificuldades” ganhando 19 mil reais por mês, fora os trabalhinhos extra, imagine então o que esse senhor pensa do trabalhador brasileiro que vive apenas com um salario mínimo? -  ou melhor ele não pensa, pois se pensasse não diria tamanha besteira, mas, qual é o politico que pensa no trabalhador e no povo?


Mas, sabe o que mais me entristece nisso tudo? -  não é apenas o fato de um cidadão como este ter usado palavras de total desprezo e descaso em relação ao povo brasileiro, mas o fato de saber que nós brasileiros colocarmos pessoas desta índole de mal caráter para nos representar, acreditando nós que ao invés de ouvirmos que sentem pena de quem vive com míseros 19 mil, dizerem que sentem é vergonha de  como que um trabalhador  brasileiro pode sustentar uma família ganhando apenas 622 reais por mês, isso sem contar os descontos.


Marquem bem a cara deste senhor e por favor pensem, mas pensem muito antes  de dar o seu voto para pessoas como este Senador chamado Cyro Miranda.


Porque é este tipo de pessoa que é a favor de leis criadas apenas para prejudicar o povo, de leis que só servem para lhes favorecer.

Henrique Neves.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pollyanna “o jogo do contente”

Você já parou para pensar quantas reclamações faz por dia? Para quem trabalha e tem a necessidade de acordar cedo, provavelmente já acorda reclamando, assim como também quem tem que ir para seus estudos. Poucos acordam satisfatoriamente bem dispostos para tal tarefa. Basta tocar o despertador que, normalmente quando não falamos, pensamos em algo do tipo (droga ta na hora, ou M..., vai começar tudo de novo) entre tantas exclamações e pensamentos não percebemos que já começamos o dia com negatividade, que já acordamos com a angustia de que o dia vai se repetir.
Claro! – todos nós sempre reclamamos de alguma coisa, mas tem pessoas que parecem não gostar de viver, parecem que estão no mundo por obrigação e não vem a hora de isso acabar.
Você já parou para analisar quantas coisas boas estão ao seu redor? – infelizmente muitos de nós não percebemos isso, não nos damos conta que na maioria do tempo as coisas podem ser benéficas e favoráveis a nossa vida.
Há pouco tempo li um livro (por indicação…

Não somos filhos da religião, somos filhos de Deus.

Há um ditado que diz: política, futebol e religião não se discute.
Verdade! – cada um tem sua opinião formada, segue a religião que deseja, mas você já parou para analisar quantas religiões há no mundo?
Se eu fosse citar aqui todas as religiões que existem certamente iria faltar espaço, pois cada uma tem um ensinamento, uma doutrina, uma concepção da verdade, isso no que cada um acredita ser a verdade, cada um tem uma visão sobre os ensinamentos da bíblia, pelo menos os que acreditam seguir o que está escrito.
Quando eu digo que acreditam seguir o que está escrito, não quero dizer que não seja verdade, pois cada um entende de uma forma, e se é a forma correta ou não, não cabe a eu dizer, mesmo por que nunca estudei sobre a bíblia, apesar de que na minha concepção não é para ser estudada, mas, entendida.
O que eu não entendo é o fato de porque existem tantas divergências entre as religiões se no final de tudo todas tentam passar a mesma coisa. Seguir a Deus acima de todas as coisas e ama…

O jovem e o sábio

Certo dia em uma de suas caminhadas o velho sábio observou um jovem que estava sentado embaixo de uma árvore, sozinho, com um olhar triste e a face de quem está desanimado com a vida. O sábio percebeu que não podia chegar de imediato e perguntar o que estava acontecendo, pois corria o risco de receber uma má reposta, mas, na sua alta sabedoria aproximou-se e começou a olhar os frutos daquela árvore e perguntou ao jovem.
- Com licença meu rapaz, não quero lhe incomodar, mas é que estou com um pouco de fome, será que eu poderia tirar um desses frutos para comer? – E sem dar nenhuma palavra o jovem olhou para o sábio e balançou os ombros como se não estivesse nem aí.
Após retirar a fruta perguntou novamente o sábio.
- Posso compartilhar desta bela sombra meu rapaz? - É que estou caminhando faz tempo e este velho corpo precisa descansar. O jovem desta vez balançou a cabeça dizendo que sim, mas demonstrando que não estava muito a fim de conversa. O sábio percebeu então que não seria tão …